Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


TANIA BRUGUERA NA TATE MODERN EM 2018

2018-03-14




A Tate Modern e a Hyundai Motor anunciaram recentemente que a artista Tania Bruguera criará a próxima Comissão Hyundai anual. Mais conhecida pelos seus projetos politicamente comprometidos e activismo, Bruguera faz um trabalho que aborda o poder institucional, as fronteiras e a migração. Ela estabeleceu um conceito único para a sua abordagem política à arte - Arte Util (arte útil) - que continuará a ser desenvolvido no seu novo trabalho para o Turbine Hall de 2 de outubro de 2018 a 24 de fevereiro de 2019.
Ao longo dos últimos 20 anos, Tania Bruguera tornou-se conhecida pela criação de arte que aborda grandes preocupações políticas, muitas vezes assumindo a forma de uma ação política ou social em si mesma. O seu trabalho questiona a natureza das estruturas do poder, comportamentos e valores. Ela tem defendido consistentemente o papel da arte como um agente útil de mudanças reais no mundo, ao usar o museu como um fórum ativo para o debate público.

Os projetos anteriores da Tania Bruguera incluíram a Cátedra Arte da Conduta (Escola de Arte de Comportamento), uma instituição que existiu em Havana de 2003 a 2009, e o recém inaugurado Instituto Internacional Hannah Arendt para o Artivismo em Havana. O seu trabalho Tatlin s Whisper #5, 2008, que envolve dois polícias a cavalo a realizar exercícios de controle de multidões dentro do museu, é uma das principais obras de performance da coleção da Tate. Em 2012, Bruguera também esteve em residência na Tate Modern, com o projeto em andamento Immigrant Movement International, em que os visitantes eram obrigados a se alinharem para passarem um teste de detecção de mentiras com base em questões do formulário de imigração do Reino Unido antes de terem acesso aos Tanques.

Frances Morris, Diretora da Tate Modern disse: Tania Bruguera é bem conhecida pela maneira altamente original e convincente como aborda as principais preocupações políticas de nosso tempo, não apenas nos debates sobre arte e história da arte, mas também na esperança de realizar mudanças reais no mundo que nos rodeia. Estou muito satisfeita por ela estar a empreender a Comissão Hyundai deste ano e espero ver como ela ativa o fórum público do Turbine Hall.

Desde que a Tate Modern abriu em 2000, o Turbine Hall recebeu algumas das obras de arte contemporânea mais memoráveis ​​e aclamadas do mundo, atingindo uma audiência de milhões. A forma como os artistas interpretaram esse vasto espaço industrial revolucionou as percepções públicas da arte contemporânea no século XXI.

A Comissão Hyundai 2018 será curada por Catherine Wood, curadora sênior de arte internacional (Performance) e Isabella Maidment, curadora assistente de Performance. Será acompanhado por um novo livro da Tate Publishing.


Fonte: ArtNexus