Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


CINEMA: NO CCB, HÁ SESSÕES GRATUITAS ATÉ AO FIM DO VERÃO

2018-08-14




Até 7 de setembro, os serões de sexta-feira em Lisboa têm mais o destino: a praça do CCB, que vira uma sala de cinema ao ar livre. Sempre às 21h30

Noites amenas convidam a sair à rua, a passeios mais ou menos à beira do rio, a conversas em esplanadas que se estendem fora de horas e a cinema ao ar livre. Neste campeonato, o CCB tem um ciclo imbatível – e de entrada livre! Todas as sextas feiras, na Praça do CCB, às 21h30, é exibido uma – às vezes duas – películas debaixo das estrelas.

Esta sexta-feira (10 de agosto) a tela vai para “The Architecture of Frank Lloyd Wright”, um filme de 1983 sobre a vida e obra de Frank Lloyd Wright. Narrado por Anne Baxter, neta do arquiteto, esta é uma “investigação abrangente em torno da vida e obra de Frank Lloyd Wright, desde os anos de aprendizagem com Louis Sullivan em Chicago aos seus últimos dias em Taliesin, Wisconsin”. Uma longa que inclui filmagens do próprio arquiteto a refletir “sobre o seu próprio trabalho e os princípios que o orientaram, combinando uma fotografia inspirada com a utilização imaginativa de pormenores de época para mostrar os edifícios que ainda hoje continuam a suscitar admiração”.

Na próxima semana (dia 17 de agosto) inserido no ciclo sobre o Maio de 68, é exibido parte do documentário “O Fundo do Mar é Vermelho (1977)”, de Chris Marker, que analisa “as esperanças e as deceções suscitadas pelos movimentos revolucionários de 1968 no mundo inteiro”.

Já a 24 de agosto voltamos à arquitetura com “Sir John Soane: an english architect, an american legacy (2005)”, uma investigação sobre o legado do conceituado arquiteto inglês e a influência da antiguidade no seu trabalho. Também neste dia haverá tempo para “In Search of Clarity” (1995), um documentário sobre a obra do arquiteto Charles Gwathmey, começando na “casa cubo que construiu para os seus pais em Long Island, Nova Iorque”.

Mais uma semana, mais um retorno ao Maio de 68 no último dia do mês a projeção de “Depois de Maio” (2012) de Olivier Assayas – uma história passada na região de Paris, na década de 70, e que percorre as dúvidas de Gilles, “um jovem estudante imerso na atmosfera criativa e política da época ainda sob as influências de Maio de 68”.

O cinema ao ar livre no CCB termina a 7 de setembro com a exibição do filme “Cumbernauld” (1977), que nos leva até à Escócia, onde uma vilã, ao melhor “estilo 007”, tem planos para tomar de assalto a Cidade Nova de Cumbernauld.

O melhor mesmo é consultar a programação completa e entregar-se a estes serões na cidade. Só haverá, porventura, um senão: os filmes são falados em inglês, sem legendas em português.



Mais informação em:

www.ccb.pt/Default/pt/Programacao/Cinema?A=1487



Fonte: Jornal i