Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


RETROSPETIVA NANNI MORETTI NA CINEMATECA PORTUGUESA

2019-03-14




A partir do próximo dia 4 de abril, e no contexto da 12ª edição da Festa do Cinema Italiano, a Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema apresenta uma retrospetiva completa do realizador italiano Nanni Moretti, um dos cineastas de maior importância, no cinema europeu, dos últimos quarenta anos. Realizador de culto, junto da comunidade cinéfila, desde os seus inícios, Moretti tornou-se, rapidamente, num dos últimos grandes autores do cinema europeu a exibir os seus trabalhos, com regularidade, no circuito das salas comerciais, marcando presença constante nos maiores festivais de cinema (o Festival de Cannes, onde Moretti esteve várias vezes na competição oficial, atribuiu-lhe a Palma de Ouro, em 2001, por LA STANZA DEL FIGLIO) e, por consequência, no imaginário dos espectadores de todo o mundo. Realizador com obras marcantes tanto na comédia (nomeadamente nos seus inícios, onde o realizador atua com o seu alter-ego Michele Apicella, como em ECCE BOMBO, SOGNI D’ORO, ou BIANCA) como em registos dramáticos (onde se destacam LA STANZA DEL FIGLIO ou MIA MADRE), Moretti nunca deixou, ao longo de toda a carreira, de formar um olhar crítico sobre a história do cinema, sobre o seu próprio trabalho e vida, e, por consequência, com as convulsões sociais e políticas da vida italiana e europeia no final do séc. XX, nomeadamente as mudanças vividas pela esquerda, perante a crise do marxismo-leninismo e as mudanças do socialismo (num país que veria o partido comunista do seu país progressivamente aproximar-se do centro, uma transformação cujas raízes são expostas no documentário LA COSA), e, por fim, na progressiva decadência do cinema e das salas de cinema, no que toca a importância deste e o seu papel dentro da sociedade, tal como o desaparecimento destas últimas, nas nossas vidas, (Moretti é também responsável pela exploração do cinema Nuovo Sacher, em Roma), perante novas formas de consumo e a produção de conteúdos sensacionalistas de consumo imediato (não fosse a Itália, também, o país de Berlusconi, figura que o realizador aborda tanto em APRILE como em IL CAIMANO), arrastando, por aí, a decadência do discurso e o ambiente político de todo um continente. Moretti, por todos esses motivos, é um dos raros cineastas que junta, ainda, um olhar biográfico, um olhar cinéfilo, e um olhar militantemente político no seu trabalho, tal como comprovado na sessão de abertura do ciclo que relembra, em SANTIAGO, ITALIA (uma ante-estreia em colaboração com a Midas Filmes), o golpe de Estado de Augusto Pinochet, no Chile, o derrube do regime socialista Salvador Allende, e o papel da Embaixada de Itália na capital chilena, que, ao contrário da política anti-imigração do atual governo italiano, abriu as suas portas para acolher numerosos refugiados e oferecer-lhes asilo em solo italiano. Olhar para os filmes de Moretti é olhar, por isso, para a vida do realizador, os seus desejos e neuroses, ficcionados tanto em comédia como em registos dramáticos, mas é olhar, também, para as convulsões que vivemos, na nossa vida urbana, e na nossa relação com as imagens e, por fim, com as forças e movimentações políticas e sociais do nosso tempo. É uma maneira, por isso, de olharmos para o cinema, ontem e hoje. Dos 24 filmes exibidos, entre curtas e longas metragens, 11 delas são primeiras exibições na Cinemateca Portuguesa.



Sessões
Sala M. Félix Ribeiro, Cinemateca Portuguesa

SANTIAGO, ITALIA (2018)
Quinta-feira [4] 21:30

IO SONO UN AUTARCHICO (1976)
Sexta-feira [5] 19:00
Terça-feira [9] 15:30

PIAZZA MAZZINI (2017)
ECCE BOMBO (1978)
Sábado [6] 21:30
Quarta-feira [10] 15:30

SOGNI D’ORO (1981)
Segunda-feira [8] 19:00
Quinta-feira [11] 15:30

THE LAST COSTUMER (2003)
LA COSA (1990)
Terça-feira [9] 21:30
Sexta-feira [12] 15:30

LA MESSA È FINITA (1985)
Quarta-feira [10] 19:00
Segunda-feira [15] 15:30

L’ULTIMO CAMPIONATO (2017)
PALOMBELLA ROSSA (1989)
Sexta-feira [12] 21:30
Terça-feira [16] 15:30

BIANCA (1984)
Segunda-feira [15] 19:00
Quinta-feira [18] 15:30

CARO DIARIO (1993)
Terça-feira [16] 21:30
Segunda-feira [22] 15:30

LA STANZA DEL FIGLIO (2001)
Quarta-feira [17] 15:30
Segunda-feira [22] 19:00

APRILE (1998)
IL GRIDO D’ANGOSCIA DELL’UCCELLO PREDATORE (2003)
Segunda-feira [15] 15:30
Quinta-feira [18] 19:00

ISCHI ALLEGRI E CLAVICOLE SORRIDENTI (2017)
IL CAIMANO (2006)
Terça-feira [23] 19:00
Sexta-feira [26] 15:30

MIA MADRE (2015)
Quarta-feira [24] 15:30
Sábado [27] 21:30

HABEMUS PAPAM (2011)
Quarta-feira [24] 21:30
Segunda-feira [29] 15:30

SCAVA DOLCEMENTE L’ADDOME (2013)
IL GIORNO DELLA PRIMA DI CLOSE UP (1996)
DIARIO DI UN SPETTATORE (2007)
FILM QUIZ (2008)
DIARIO DEL CAIMANO (2006)
Sexta-feira [26] 19:00
Terça-feira [30] 15:30






Fonte: Cinemateca Portuguesa