Links

PERSPETIVA ATUAL


Aquário para a gravação do filme VOSTOK.


VOSTOK, vista da câmara de 16mm. Imagem: cortesia da artista.


Vostok_anotações para filme. Anotações compiladas para a realização do filme VOSTOK. Publicação virtual disponível em: http://issuu.com/leticiaramos/docs/vostok_anotac__o__esparafilme


VOSTOK, still do filme em 16mm. Imagem: cortesia da artista.


VOSTOK, still do filme em 16mm. Imagem: cortesia da artista.


VOSTOK, still do filme em 16mm. Imagem: cortesia da artista.


VOSTOK, still do filme em 16mm. Imagem: cortesia da artista.


Ensaio para gravação de orquestra, junto ao aquário. Imagem: cortesia da artista.


VOSTOK, suite LP (2014-2015). Gravação ao vivo da performace “Ensaio Para Gravação de Orquestra”. Imagem: cortesia da artista.


VOSTOK, livro de artista (2014). 80pg., bilingue, 500 ed. Disponível online em: http://issuu.com/leticiaramos/docs/vostok_web_alta

Outros artigos:

2017-10-09


PAULA PINTO


2017-09-05


PAULA PINTO


2017-07-26


NATÁLIA VILARINHO


2017-07-17


ANA RITO


2017-07-11


PEDRO POUSADA


2017-06-30


PEDRO POUSADA


2017-05-31


CONSTANÇA BABO


2017-04-26


MARC LENOT


2017-03-28


ALEXANDRA BALONA


2017-02-10


CONSTANÇA BABO


2017-01-06


CONSTANÇA BABO


2016-12-13


CONSTANÇA BABO


2016-11-08


ADRIANO MIXINGE


2016-10-20


ALBERTO MORENO


2016-10-07


ALBERTO MORENO


2016-08-29


NATÁLIA VILARINHO


2016-06-28


VICTOR PINTO DA FONSECA


2016-05-25


DIOGO DA CRUZ


2016-04-16


NAMALIMBA COELHO


2016-03-17


FILIPE AFONSO


2016-02-15


ANA BARROSO


2016-01-08


TAL R EM CONVERSA COM FABRICE HERGOTT


2015-11-28


MARTA RODRIGUES


2015-10-17


ANA BARROSO


2015-09-17


ALBERTO MORENO


2015-07-21


JOANA BRAGA, JOANA PESTANA E INÊS VEIGA


2015-06-20


PATRÍCIA PRIOR


2015-05-19


JOÃO CARLOS DE ALMEIDA E SILVA


2015-04-13


Natália Vilarinho


2015-03-17


Liz Vahia


2015-02-09


Lara Torres


2015-01-07


JOSÉ RAPOSO


2014-12-09


Sara Castelo Branco


2014-11-11


Natália Vilarinho


2014-10-07


Clara Gomes


2014-08-21


Paula Pinto


2014-07-15


Juliana de Moraes Monteiro


2014-06-13


Catarina Cabral


2014-05-14


Alexandra Balona


2014-04-17


Ana Barroso


2014-03-18


Filipa Coimbra


2014-01-30


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2013-12-09


SOFIA NUNES


2013-10-18


ISADORA H. PITELLA


2013-09-24


SANDRA VIEIRA JÜRGENS


2013-08-12


ISADORA H. PITELLA


2013-06-27


SOFIA NUNES


2013-06-04


MARIA JOÃO GUERREIRO


2013-05-13


ROSANA SANCIN


2013-04-02


MILENA FÉRNANDEZ


2013-03-12


FERNANDO BRUNO


2013-02-09


ARTECAPITAL


2013-01-02


ZARA SOARES


2012-12-10


ISABEL NOGUEIRA


2012-11-05


ANA SENA


2012-10-08


ZARA SOARES


2012-09-21


ZARA SOARES


2012-09-10


JOÃO LAIA


2012-08-31


ARTECAPITAL


2012-08-24


ARTECAPITAL


2012-08-06


JOÃO LAIA


2012-07-16


ROSANA SANCIN


2012-06-25


VIRGINIA TORRENTE


2012-06-14


A ART BASEL


2012-06-05


dOCUMENTA (13)


2012-04-26


PATRÍCIA ROSAS


2012-03-18


SABRINA MOURA


2012-02-02


ROSANA SANCIN


2012-01-02


PATRÍCIA TRINDADE


2011-11-02


PATRÍCIA ROSAS


2011-10-18


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-09-23


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-07-28


PATRÍCIA ROSAS


2011-06-21


SÍLVIA GUERRA


2011-05-02


CARLOS ALCOBIA


2011-04-13


SÓNIA BORGES


2011-03-21


ARTECAPITAL


2011-03-16


ARTECAPITAL


2011-02-18


MANUEL BORJA-VILLEL


2011-02-01


ARTECAPITAL


2011-01-12


ATLAS - COMO LEVAR O MUNDO ÀS COSTAS?


2010-12-21


BRUNO LEITÃO


2010-11-29


SÍLVIA GUERRA


2010-10-26


SÍLVIA GUERRA


2010-09-30


ANDRÉ NOGUEIRA


2010-09-22


EL CULTURAL


2010-07-28


ROSANA SANCIN


2010-06-20


ART 41 BASEL


2010-05-11


ROSANA SANCIN


2010-04-15


FABIO CYPRIANO - Folha de S.Paulo


2010-03-19


ALEXANDRA BELEZA MOREIRA


2010-03-01


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-02-17


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-01-26


SUSANA MOUZINHO


2009-12-16


ROSANA SANCIN


2009-11-10


PEDRO NEVES MARQUES


2009-10-20


SÍLVIA GUERRA


2009-10-05


PEDRO NEVES MARQUES


2009-09-21


MARTA MESTRE


2009-09-13


LUÍSA SANTOS


2009-08-22


TERESA CASTRO


2009-07-24


PEDRO DOS REIS


2009-06-15


SÍLVIA GUERRA


2009-06-11


SANDRA LOURENÇO


2009-06-10


SÍLVIA GUERRA


2009-05-28


LUÍSA SANTOS


2009-05-04


SÍLVIA GUERRA


2009-04-13


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2009-03-23


PEDRO DOS REIS


2009-03-03


EMANUEL CAMEIRA


2009-02-13


SÍLVIA GUERRA


2009-01-26


ANA CARDOSO


2009-01-13


ISABEL NOGUEIRA


2008-12-16


MARTA LANÇA


2008-11-25


SÍLVIA GUERRA


2008-11-08


PEDRO DOS REIS


2008-11-01


ANA CARDOSO


2008-10-27


SÍLVIA GUERRA


2008-10-18


SÍLVIA GUERRA


2008-09-30


ARTECAPITAL


2008-09-15


ARTECAPITAL


2008-08-31


ARTECAPITAL


2008-08-11


INÊS MOREIRA


2008-07-25


ANA CARDOSO


2008-07-07


SANDRA LOURENÇO


2008-06-25


IVO MESQUITA


2008-06-09


SÍLVIA GUERRA


2008-06-05


SÍLVIA GUERRA


2008-05-14


FILIPA RAMOS


2008-05-04


PEDRO DOS REIS


2008-04-09


ANA CARDOSO


2008-04-03


ANA CARDOSO


2008-03-12


NUNO LOURENÇO


2008-02-25


ANA CARDOSO


2008-02-12


MIGUEL CAISSOTTI


2008-02-04


DANIELA LABRA


2008-01-07


SÍLVIA GUERRA


2007-12-17


ANA CARDOSO


2007-12-02


NUNO LOURENÇO


2007-11-18


ANA CARDOSO


2007-11-17


SÍLVIA GUERRA


2007-11-14


LÍGIA AFONSO


2007-11-08


SÍLVIA GUERRA


2007-11-02


AIDA CASTRO


2007-10-25


SÍLVIA GUERRA


2007-10-20


SÍLVIA GUERRA


2007-10-01


TERESA CASTRO


2007-09-20


LÍGIA AFONSO


2007-08-30


JOANA BÉRTHOLO


2007-08-21


LÍGIA AFONSO


2007-08-06


CRISTINA CAMPOS


2007-07-15


JOANA LUCAS


2007-07-02


ANTÓNIO PRETO


2007-06-21


ANA CARDOSO


2007-06-12


TERESA CASTRO


2007-06-06


ALICE GEIRINHAS / ISABEL RIBEIRO


2007-05-22


ANA CARDOSO


2007-05-12


AIDA CASTRO


2007-04-24


SÍLVIA GUERRA


2007-04-13


ANA CARDOSO


2007-03-26


INÊS MOREIRA


2007-03-07


ANA CARDOSO


2007-03-01


FILIPA RAMOS


2007-02-21


SANDRA VIEIRA JURGENS


2007-01-28


TERESA CASTRO


2007-01-16


SÍLVIA GUERRA


2006-12-15


CRISTINA CAMPOS


2006-12-07


ANA CARDOSO


2006-12-04


SÍLVIA GUERRA


2006-11-28


SÍLVIA GUERRA


2006-11-13


ARTECAPITAL


2006-11-07


ANA CARDOSO


2006-10-30


SÍLVIA GUERRA


2006-10-29


SÍLVIA GUERRA


2006-10-27


SÍLVIA GUERRA


2006-10-11


ANA CARDOSO


2006-09-25


TERESA CASTRO


2006-09-03


ANTÓNIO PRETO


2006-08-17


JOSÉ BÁRTOLO


2006-07-24


ANTÓNIO PRETO


2006-07-06


MIGUEL CAISSOTTI


2006-06-14


ALICE GEIRINHAS


2006-06-07


JOSÉ ROSEIRA


2006-05-24


INÊS MOREIRA


2006-05-10


AIDA E. DE CASTRO


2006-04-20


JORGE DIAS


2006-04-05


SANDRA VIEIRA JURGENS


share |

VOSTOK – VIAGEM ÀS PROFUNDEZAS DO INVISÍVEL



LIZ VAHIA

2015-03-17




 


O lago Vostok é um dos maiores lagos sub-glaciares do mundo. Localiza-se a quase 4 mil metros abaixo da superfície gelada da Antártica, perto da base de investigação russa Vostok.

Coberto de gelo durante milénios, isolado da luz e do contacto com o ecossistema exterior, o lago Vostok esteve desconhecido até há bem pouco tempo. Um mundo escondido, fechado numa cápsula temporal, com água a uma temperatura de -3o Celcius, mantida líquida devido à enorme pressão do gelo glaciar que cobre a sua superfície.

A sua existência foi primeiramente sugerida por um piloto-geógrafo russo nos anos 1960, que notou do ar o desenho da superfície de gelo lisa e ampla. Em 1996, experiências com radar feitas por investigadores russos e britânicos, confirmaram a descoberta do lago.

Em Fevereiro de 2012, uma equipa de cientistas russos conseguiu furar a longa camada de gelo que protege a superfície do lago e recolher uma amostra das suas águas primitivas.


 


VOSTOK é também o nome de um projecto da artista brasileira Letícia Ramos, que parte desse momento pioneiro do primeiro contacto com as águas secretas do lago antártico. Conta a artista no texto explicativo do projecto que ao regressar de uma residência artística no Polo Norte é surpreendida por essa notícia e decide iniciar o projecto VOSTOK, com o “objetivo investigar e construir uma paisagem subaquática a partir de um modelo da península antártica e “evocar” as escuras paisagens deste lago submerso perdido no tempo.”[1]


Para levar a cabo essa investigação, Letícia Ramos desdobra o projecto VOSTOK em vários elementos: um filme, um livro, um disco e uma performance. Cada elemento trata diferentes aspectos do mesmo universo ficcional, numa conjunção entre factos científicos e produção artística. A artista faz uma descrição sumária dos constituintes do projecto:


“A curta-metragem Vostok [2], de 8 minutos de duração, foi realizada em 16mm a partir de maquetes e modelos da Antártida e do Lago submerso VOSTOK, que simulam a viagem de um submarino através desta paisagem. O som do filme foi gravado ao vivo e junto aos cenários do filme em performace intitulada “Ensaio para gravação de orquestra”. O filme foi finalizado em película 35mm e HD, sendo possível sua apresentação tanto em salas de cinema convencionais, em programas e festivais de cinema, como em exposições contínuas.”


Há também o livro de artista “VOSTOK _ um prólogo”, onde se podem ver imagens fotográficas das maquetes que simulam os ambientes aquáticos da Antártica.


Quem conhece o percurso da artista sabe da relação constante entre materialidade e visualidade, reflectida na construção de aparatos específicos para a captação de imagens, um facto recorrente no seu processo de trabalho.


A forma como a imagem é criada é tão importante como a imagem resultante. Há uma co-relação entre aparato e imagem, que se moldam e influenciam mutuamente. Tal como Marey e Muybridge construíram aparatos técnicos para conseguir ver o movimento invisível, no trabalho de Letícia Ramos há também este processo investigativo, laboratorial, que liga o extremamente material ao que ainda não existe como imagem pictórica.

Em “Estação Radiobase Fotográfica (ERBF)” [3] (2007), Letícia criou uma câmara pinhole capaz de registar simultaneamente diferentes pontos de vista de uma paisagem. Em “Bitácora” (2011), projecto que a levou à residência artística no Polo Norte, desenvolveu uma câmara (a partir da Polaroide) capaz de registar as nuances cromáticas da paisagem, baseada na influência dos ventos. Em ambos os projectos, a paisagem é uma criação da artista, não a representação de um espaço físico. Imagem e dispositivo são desenvolvidos conjuntamente durante o processo artístico.


Em VOSTOK, ao contrário destes projectos anteriores, Letícia construiu antes os cenários, não as máquinas, capazes de criar essa paisagem inacessível. Letícia Ramos foi buscar as “imagens da ciência” que informam o nosso imaginário. Imagens habituadas a domesticar o irrepresentável, que são fruto de uma simplificação, clarificação e esquematização do caos dos processos da natureza. O mundo criado por Letícia em VOSTOK é um mundo de grão fílmico e de preto e branco, como nos primórdios dos aparatos cinematográficos e com referência ao imaginário da ficção científica dos anos 1950, dominado pela hard science, pelas maquetes e cenários de mundos e tecnologias ainda desconhecidos. As descobertas, as invenções, o cientista como agente de mudança, o mundo dependente das inovações, o futuro criado em estúdio, modelado em cartão, suspenso em fios, reflecte-se nas imagens primárias e ao mesmo tempo poéticas de Letícia Ramos. Uma poética que deriva do fascínio da junção entre o absolutamente concreto com o incrivelmente abstracto. As imagens da ciência que nos dão a ver o imperceptível aos sentidos, que nos dão acesso a mundos conhecidos apenas pela tecnologia.


A imagem existe antes de se materializar. O que Letícia propõe é a construção dos mecanismos para a materialização dessa imagem imaginada, dessa imagem que paira etérea à procura de uma forma que a transcreva num suporte. O processo artístico de Letícia é esse jogo entre a imagem invisível latente, à espera de se tornar algo concreto, e a materialidade pesada dos aparatos fotográficos ou cinematográficos, um regresso à materialidade do filme, ao registo concreto da luz na película. Um processo de descoberta de formas, um processo investigativo, aberto a que novas imagens se revelem.


 


Assim como “o mapa cria a paisagem”, o filme de Letícia cria um mundo real, submerso e invisível, preso nas profundezas da Antártica, isolado por 4 mil metros de gelo.


 




Liz Vahia




:::


Notas


[1] Texto de introdução ao projecto VOSTOK, disponível em: http://leticiaramos.com.br/vostok_teaser/


[2] O filme VOSTOK foi mostrado no Museu Colecção Berardo no ano passado, aquando da exposição “Nós sempre teremos Marte”, integrada no BES Photo 2014, do qual a artista saiu vencedora. Será novamente exibido, em Solo Show, no CAPC de Bordeaux, de 19 de março a 17 de maio deste ano.


[3] ERB – Estação Rádio Base, são antenas de telecomunicação colocadas nos edifícios.




:::


[a autora escreve de acordo com a antiga ortografia]