Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

LUUANDA


COLECTIVA
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa

Loaded Shine


Paulo Nozolino
Galeria Quadrado Azul (Porto), Porto

Desenhos


Jorge Pinheiro
Fundação Carmona e Costa, Lisboa

Tensão & Conflito. Arte em vídeo após 2008


COLECTIVA
MAAT, Lisboa

Às Vezes Sombra, Às Vezes Luz


Marie José Burki
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Jorge Pinheiro: D’après Fibonacci e as coisas lá fora


Jorge Pinheiro
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Quatro Elementos


Colectiva
Galeria Municipal do Porto, Porto

I speak to people on the telephone


RYAN GANDER / JONATHAN MONK
Cristina Guerra Contemporary Art, Lisboa

DECADANÇA


JOÃO LEONARDO
MNAC - Museu do Chiado , Lisboa

Monoliths


Christine Henry
Atelier Christine Henry, Loulé

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 

share |

TEST GROUND KICK #2

Filipe André Alves & Valério Ismaeli




PLANO LISBOA
Rua Academia Recreativa de Santo Amaro 7b (Alcântara)
1300-001 LISBOA

21 ABR - 29 ABR 2017


Inauguração dia 21 de Abril às 19h no Plano Lisboa

Para este segundo Kick, Filipe A. Alves e Valério Ismaeli encontram-se na evocação de práticas e formas ancestrais, produzindo um trabalho que revela um diálogo de laboratório em torno do “gnomon” como objeto que é, simultaneamente, relógio de sol, símbolo de verticalidade monumental e monólito para várias crenças, simbologias e práticas.

Pensemos sobre a primeira intenção do homem de edificar uma forma maciça com medidas perfeitas.

FILIPE ANDRÉ ALVES

O Filipe investiga entre a poesia, a filosofia e a antropologia evidenciando, através da sua produção de desenhos e esculturas, referências antropocêntricas ou a forma regular do segmento de reta, procurando entender as suas diversas conotações, origens e aplicações.


VALÉRIO ISMAELI

O Valério Ismaeli sublinha uma prática ancestral ao recolher do mar a enorme diversidade de objetos e lixos navegantes que dão corpo às suas mini construções, “maquetes” ou menires, que são devolvidos ao areal para serem apresentados e documentados, encerrando um discurso também ele antropológico e poético em torno da imagem e da forma, mas também da ação do homem.