Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

FRIDAY 13TH


Coletiva
Movart, Lisboa

Walk the curve


Ayelen Peressini e Inês Teles
Alto de S. Bento,

No Chão do Paraíso


ALBUQUERQUE MENDES
Auditório Municipal de Gondomar, Gondomar

Estancias de la pintura. Calavera resumida


Pedro Morales Elipe
Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Lisboa

Tchiloli Family


RENÉ TAVARES
ELA - Espaço Luanda Arte, Luanda

Topografias Rurais


Alberto Carneiro, Ana Lupas, Lala Meredith-Vula e Claire de Santa Coloma
Vários locais/Lisboa, Lisboa

A Imagem da Palavra


EUGÈNE GREEN
Casa do Cinema Manoel de Oliveira, Porto

O vazio da minha alma


MARA CASTILHO
Livraria Sá da Costa, Lisboa

Prémio Sonae


Coletiva
MNAC - Museu do Chiado , Lisboa

O Ponto Perfeito


Maria Pia Oliveira
Fundação Portuguesa das Comunicações,

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


MARIA LAET

Quase um nada




3 + 1 ARTE CONTEMPORÂNEA
Largo Hintze Ribeiro 2E-F
1250 – 122 LISBOA, PORTUGAL

15 NOV - 11 JAN 2020


Inauguração: 15 de Novembro, às 19h, na Galeria 3+1 Arte Contemporânea

A obra de Maria Laet é informada por ações, e resulta de gestos subtis e intervenções que provêm da sua prática multidisciplinar. O registo destas pequenas subtilezas, momentos efémeros e limites invisíveis revelam o acto como um arquivo.

Nesta sua segunda exposição na galeria, a arista irá apresentar uma série de obras de diferentes suportes – livros, monotipia, escultura, vídeo, entre outros – unidas, tanto conceptualmente como visualmente, segundo a própria, pela “poética do olhar para o mínimo”. A revelação daquilo que está ausente, a obtenção do negativo no traçado do positivo, a silhueta de uma sombra ou a materialização do ar dentro de um balão – são estes os fenómenos que interessam a Maria Laet, o que lhe encanta o olhar e o que a chama para diálogo. Como resultado, somos apresentados a uma série de exercícios, minimais por natureza, que nos convidam à contemplação.

:::

Maria Laet (Rio de Janeiro, 1982) concluiu os seus estudos na PIESP, São Paulo 2011-2012; obteve o seu MA em Theory and Practice of Transnational Art na Camberwell College of Art and Design, Londres, Reino Unido. Realizou residência artística na Schloß Balmoral, Bad Ems, Alemanha (2009), no Carpe Diem Arte e Pesquisa, Lisboa (2010) e na Residency Unlimited, Nova York (2014). Desde 2010, mostrou seu trabalho individualmente no Rio de Janeiro, São Paulo, Paris, Lisboa, Milão, Lyon e Nova Iorque. Participou da 33a Bienal de São Paulo: Afinidades Afetivas, São Paulo (2018) e na 18th Biennale of Sydney: All Our Relations (2012). Das suas exposições destacam-se: OTIUM #4, IAC, Lyon, França (2019); 33a Bienal de São Paulo: Afinidades Afetivas, São Paulo, Brasil (2018); Cosmogonies, au Gré des Éléments, MAMAC, Nice (2018); Video Art in Latin America, LAXART, Los Angeles (2017); La Vie Aquatique, Musée Régional d’Art Contemporain, Occitanie/ Méditerranée, França (2017); The Valise, The Museum of Modern Art, Nova Iorque (2017); Tangentes, MSK, Gent, Bélgica (2015); Encruzilhada, Parque Lage, Rio de Janeiro (2015); Rumors of the Meteore, 49 Nord 6 est – Frac Lorraine, Metz, França (2014); Everydayness, Wyspa Institute of Art, Gdansk, Polónia, (2014); From the Margin to the Edge, Somerset House, Londres (2012); 18th Biennale of Sydney: All Our Relations (2012); Convite à Viagem, Rumos Itaú Cultural, São Paulo (2012); e O Lugar da Linha, Museu de Arte Contemporânea de Niterói e Paço das Artes em São Paulo (2010). A sua obra integra coleções do MAM, Gilberto Chateaubriand, Rio de Janeiro; Museu de Arte Contemporânea de Niterói; 49 Nord 6 est – Frac Lorraine, Metz, França; MSK, Gent, Bélgica; AGI Verona, Itália; Uría Menéndez, Madrid/Lisboa; Maria Cristina Masaveu Peterson Foundation, Madrid; Colección Patricia Phelps de Cisneros e MoMA, Nova Iorque; entre outras coleções nacionais e internacionais.