Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Outros Portos - Outros Olhares


Margarida Gouveia, Mina Ao, Peng Yun, Xing Danwen, O Zhang
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Exposição colectiva


Gonçalo Barreiros + John Wood and Paul Harrison
Galeria Vera Cortês (Alvalade), Lisboa

O Mergulho


Pedro Gomes
Casa das Artes de Tavira, Tavira

19_20


Sandra Baía
Travessa da Ermida, Lisboa

ARQUIVO DE DESTRUIÇÃO


PEDRO LAGOA
Culturgest, Lisboa

Neste corpo não há poesia


Bárbara Fonte
CAAA - Centro para os Assuntos de Arte e Arquitectura, Guimarães

Público/Privado - Doce Calma ou Violência Doméstica?


COLECTIVA
Centro de Artes de Sines, Sines

The Soft and Weak Are Companions of Life


Zheng Bo
Kunsthalle Lissabon, Lisboa

Pequenas Notas sobre Figuração


Eugénia Mussa, Daniel V. Melim e Thomas Braida
Monitor, Lisboa

Inhale, Exhale (self-breathing kit)


Paulo Arraiano
Travessa da Ermida, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


PEDRO NEVES MARQUES

Semente Exterminadora




GALERIAS MUNICIPAIS DE LISBOA
Rua Alberto Oliveira, Palácio dos Coruchéus - 52
1700-019 LISBOA

02 MAI - 10 MAI 2020


Disponível no Vimeo de 2 a 10 de Maio:
https://vimeo.com/408454189



As Galerias Municipais de Lisboa e o Curtas Vila do Conde - International Film Festival dão a oportunidade de visualizar em casa Semente Exterminadora (2017), uma das obras de Pedro Neves Marques, até 10 de maio.


Semente Exterminadora (2017)
Devido aos derramamentos de óleo tóxico, Capivara e Ywy são separados do seu local de trabalho numa plataforma de perfuração no mar. Retornam à terra para evitar infeções e doenças. Os seus trabalhos estão sendo realizados por andróides. Enquanto debatem o próximo passo, eles analisam o comportamento de animais e plantas e viajam para o interior do pais em direção a Mato Grosso, onde observam a agricultura industrial e suas cadeias de abastecimentos transportando grãos sobre o território indígena. Os rumores dos agricultores dizem que macacos e leopardos assaltam os camiões. Está sendo previsto uma fuga populacional para longe das cidades costeiras e para o interior. Ressuscitando a ideia de animismo, este filme de Pedro Neves Marques ressoa nos nossos tempos do vírus produzido pelo homem, porque reflete sobre as formas industrializadas pelas quais a humanidade produz alimentação e as repercussões que nossas intervenções na natureza - causadas por derramamentos de óleo ou milho transgênico modificado por produtos químicos - podem ter nas nossas vidas.