Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Finissage: Eu nunca emergi | emergir para afundar


Volkan Diyaroglu
Maus Hábitos - Espaço de Intervenção Cultural, Porto

Circular Festival de Artes Performativas


14ª edição
Vários locais/Vila do Conde, Vila do Conde

Open House Lisboa 2018



Vários locais/Lisboa, Lisboa

Festival Exquisito



Vários locais/Lisboa, Lisboa

3ª Mostra das Residências artísticas No Entulho


Igor de Jesus e João Pedro Trindade
ARTWORKS, Póvoa de Varzim

O valor e a utilidade da arte


Jesús Carrillo
Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira

ARTE E EDUCAÇÃO EMPOWERING YOUNG PEOPLE


com Mark Miller e Adama Sanneh
Hangar - Centro de Investigação Artistica, Lisboa


Museu como Performance
Museu de Serralves - Museu de Arte Contemporânea, Porto

Programa 3


Problematizar a realidade – encontros entre arte, cinema e filosofia
Goethe-Institut Portugal, Lisboa

QWERTY_mostra de arte digital


COLECTIVA
Espaço MIRA, Porto

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


GRISELDA POLLOCK

Screening the Seventies: Sexuality and Representation in Feminist Practice – a Brechtian Perspective




FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN
Av. de Berna, 45 A
1067-001 LISBOA

17 ABR - 17 ABR 2018


Conversa: 17 de Abril, às 17:30, Átrio da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian

Apresentação e leitura do texto de Griselda Pollock, «Screening the Seventies: Sexuality and Representation in Feminist Practice – a Brechtian Perspective», publicado no livro da autora, Vision and Difference: Feminism, Femininity and the Histories of Art.
Esta é apenas a primeira conversa. Outras se seguirão, até julho, com o objetivo de entender melhor a arte dos séculos XX e XXI. O ponto de partida será sempre o mesmo: um texto do catálogo da Biblioteca de Arte e Arquivos da Fundação.

Cada conversa será orientada por um convidado a quem caberá apresentar o tema e lançar questões. Abre-se depois espaço para o debate, para a conversa que se deseja participativa e onde o sentido especulativo possa ter lugar.

Curadoria de Sofia Nunes.