Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Visita Privada Ateliês e Artistas


Lançamento do livro
MAAT, Lisboa

Conversa


António Júlio Duarte
Instituto Português de Fotografia, Porto

Rétrospective


Jérôme Bel
Culturgest, Lisboa

Festival Internacional de Artes Digitais e Novos Media


festival Reboot
Palácio Baldaya, Lisboa

Like Someone in Love


Abbas Kiarostami
Casa do Professor, Braga

Filme


IRACEMA - Uma Transa Amazônica
Appleton Square , Lisboa

CICLO MEMÓRIAS COLONIAIS


ARTES NA EUROPA NO TEMPO DA PÓS-MEMÓRIA
Culturgest, Lisboa

Finissage das exposições de verão


do Museu Calouste Gulbenkian
Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa

Lançamento do livro


Dar a Ver o Que nos Cega – Escritos sobre Cinema
Livraria Linha de Sombra, Lisboa

Arquivos cinematográficos - filmes e debates interrogam heranças coloniais e o seu futuro


Ciclo
Culturgest, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


O MUSEU COMO PERFORMANCE




MUSEU DE SERRALVES - MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA
Rua D. João de Castro, 210
4150-417 PORTO

07 SET - 08 SET 2019


Evento: 7 e 8 de Setembro, no Museu de Serralves

“O Museu como Performance” é um eixo de programação que vem promover a autonomia e a relevância da performance e do performativo, propondo assim um lugar e ocupação do espaço no Museu semelhantes ao de outras disciplinas e formas artísticas, nomeadamente das artes visuais.

A quinta edição reúne uma diversidade de artistas e obras nas áreas da música, dança, teatro, performance, artes visuais e dos seus entrecruzamentos, distinguindo-se pela apresentação de dispositivos singulares de exibição e perceção que destabilizam os lugares dominantes de representação.

Implicadas nestas múltiplas transmutações de som, de imagens, de palavras e de gestos, encontramos reflexões críticas que desafiam conceções binomiais, estandardizadas e hierarquizadas que estão enraizadas na nossa cultura, assim como jornadas exploratórias focadas em vários quadrantes da condição humana, como a sua construção social, a sua intensidade anímica, as suas vibrações relacionais, que são também as da matéria, as do mundo.

Artistas:
Tamara Alegre (CH/ES), Antonia Baehr (DE), Latifa Laâbissi(FR) & Nadia Lauro ( FR), Pedro Barateiro (PT), Sofia Dias & Vítor Roriz (PT), Alexandre Estrela (PT), Vasco Mendonça (PT), Nguyen + Transitory (DE/SG) e Kat Válastur (GR).