Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


CINEMATECA ORGANIZA RETROSPECTIVA DE ROY ANDERSSON EM OUTUBRO

2020-09-22




A Cinemateca Portuguesa- Museu do Cinema organiza em outubro de 2020 uma retrospetiva quase integral dedicada a Roy Andersson, antecedendo a estreia comercial nas salas portuguesas de DA ETERNIDADE, o mais recente filme do realizador sueco, marcada para dia 15 de outubro.

O Ciclo VOCÊS, QUE VIVEM – OS FILMES DE ROY ANDERSSON é organizado em parceria com a Alambique, distribuidora dos filmes de Roy Andersson desde CANÇÕES DO SEGUNDO ANDAR, e arranca com a exibição de DA ETERNIDADE no próximo dia 1 de outubro, às 21h30, em antestreia nacional.

Até ao dia 9 de outubro será possivel descobrir na Cinemateca o universo de Andersson através de seis longas-metragens e um programa que reúne cinco curtas-metragens realizadas pelo cineasta em momentos muito diferentes do seu percurso.

Nascido em 1943, Roy Andersson teve uma estreia em grande no cinema sueco em 1970 com a longa “UMA HISTÓRIA DE AMOR”, ode à liberdade e ao idealismo adolescente muito sintonizada com o zeitgeist do final dos anos 1960 que se tornou num enorme sucesso de público na Suécia e fora dela, depois de uma promissora série de curtas de escola. A má receção crítica e comercial da segunda longa (GILIAP) levou-o a afastar-se do cinema voluntariamente durante mais de 20 anos, dedicando-se durante esse período a realizar inúmeros spots televisivos onde apurou um estilo visual e uma forma narrativa que foram explorados quando regressou à Sétima arte no ano 2000 com CANÇÕES DO SEGUNDO ANDAR, título que inaugurou a chamada “trilogia dos vivos”. Este estilo bastante próprio fez de Roy Andersson um dos mais importantes realizadores suecos da atualidade.

A retrospetiva VOCÊS, QUE VIVEM – OS FILMES DE ROY ANDERSSON é uma oportunidade única para conhecer um dos mais singulares autores do cinema europeu contemporâneo. Todos os filmes são primeiras apresentações na Cinemateca.




PROGRAMA: https://www.cinemateca.pt/Programacao.aspx?ciclo=1312





FONTE: Cinemateca Portuguesa